Postagens

Novos livros publicados no site Amazon.com:
- Os amores de Giovana - romance
- Carlinhos e o mundo subterrâneo - infantil
- Amor em Berlim - romance (conto)

Reunião almoço

Imagem
A palestra terá como assunto principal o meu primeiro livro, Um Trem na Madrugada, mas abordará também outros temas, como o livro De Volta ao Começo.

Haicai - Cultura Japonesa

Criado do Japão no século XVI, o Haicai (Haikai ou Haiku) é um poema bem curto e significa brincadeira + harmonia.
Apesar de sofrer modificações com o passar do tempo, o Haicai original é composto por 3 versos. O 1º e o 3º têm 5 sílabas poéticas. O segundo tem 7. As sílabas poéticas são diferentes das gramaticais, considerando a sonoridade das palavras.
O Haicai não usa rima nem título.
Os temas são os mais variados: amor, alegria, problemas sociais, imagens, sonhos, etc.

Abaixo, cito um Haicai de minha autoria, participante de um concurso cujo tema era "estrela cadente":

"Atende um desejo,
ó linda estrela cadente:
Me leva contigo?"

Outros autores:

"Observei um lírio:
De fato, nem Salomão
É tão bem vestido…"
Autor: Afrânio Peixoto

"Tremendo de frio
no asfalto negro da rua
a criança chora"
Autora: Fanny Luíza Dupré

"Nos dias quotidianos
É que se passam
Os anos"
Autor: Millôr Fernandes

Sou integrante da Associação Canoense de Escritores (Canoas/RS).
Publiquei meu primeiro livro no ano de 1995. O romance intitulado "Um Trem Na Madrugada" é uma história que mescla romance e suspense. Veja como você pode adquirir um exemplar autografado na aba ao lado.
O livro esteve presente em sessões de autógrafos nas feiras do livro de Porto Alegre e Canoas.
O poema "Desenho" fez parte de uma coletânea de 12 obras publicada pela Biblioteca Pública Municipal "João Palma da Silva" de Canoas/RS na "Agenda 2002".
Tenho muitos contos e poemas escritos, assim como algumas histórias infanto-juvenis e dois romances, que pretendo publicar um dia.
Minha infância foi marcada por autores como Érico Veríssimo, José Mauro de Vasconcelos, Aghata Christie e Alice Lispector. Na fase adulta, li vários autores nacionais e estrangeiros, principalmente o norte-americano Sidney Sheldon.

E-mail: ladimir.escritor@gmail.com
Twitter: @LadimirMarch

Poema "Prelúdio"

Prelúdio
Da janela, eu vejo, ao longe nuvens densas, assustadoras. De um tom cinza-fúnebre, lembram bombas avassaladoras.
Reflexo da dor que me assola, ou sinal do fim dos tempos. Logo a cinza cobrirá meu corpo, trazida pela força dos ventos.
Cansado, eu olho para o alto, o dia não consegue amanhecer. Sozinha, uma estrela tenta resistir, brilha ofuscada antes de falecer.
Lágrimas caem dos meus olhos, rolam tristes pela minha face. A estrela treme lá no céu, que bom se ela desabasse.
Um terrível frio se apodera de mim, tento em vão me aquecer. Então percebo, você não está aqui, me esqueci de te esquecer.



14.10.2004

Poema "Inlucidez"

Inlucidez
Sob o efeito do álcool, minha lucidez se esvai. Meus passos se atrapalham, mais um bêbado que cai. A bebida me entorpe, mas também me acalma. Sou um embriagado sozinho há muito tempo sem alma. Pensamentos corroem a cabeça, nem se mais se eu existo. Tudo está turvo, obscuro, nem sei por que ainda insisto. O horizonte não existe, só um amontoado de cores. Crueis, tentam me enganar, se parecendo com ex-amores. Mergulho nesta inlucidez, conto meus dias para o fim. Só mesmo minha inlucidez pra te trazer de volta pra mim.